22/01/12

Black Sabbath

Olá leitores do Alemetalpesado, hoje postarei sobre uma lendária banda, que na verdade é fácil por se tratar de uma banda que influenciou o Heavy Metal em todas as suas vertentes desde o Heavy tradicional até bandas de Black Metal e Death Metal, então vou tentar dificultar um pouco e falar sobre a história do Born Again. Com certeza é uma história das mais polêmicas da história do Metal, se não a mais polêmica, todos sabem que o Black Sabbath sempre foi um super grupo, e que também está de volta com a formação clássica, e também é notório que os pricipais álbuns foram na fase do Ozzy e do saudoso Ronnie James Dio, mas quando eles saíram da banda ficou aquela incógnita sobre o futuro, eles tinham que manter a pegada e lançar algo que provasse que o Sabbath estava mais vivo do que nunca! A solução? Ian Gillan! O que resultou nesse maravilhoso álbum que já nasceu polêmico a partir da capa, uma capa boicotada em alguns lugares do mundo e que dizem que o próprio Gillan não gostou, tendo inclusive jogado diversos exemplares do álbum fora, quatro ideias foram enviadas e uma delas era baseada no bebê da capa de uma revista chamada Mind Alive (1968). Foram então  criados  os chifres, unhas, dentes e foi utilizada a mais estranha combinação de cores que era  possível. A história se segue com a reunião onde Tony Iommi e Geezer Butler estavam presentes, mas Gillan e Ward não participaram. Tony adorou a capa e Geezer, conforme nos é informado, olhou para ela e disse, “É uma merd..., mas é boa para car..." , e sobre o álbum é muito curioso, pois por mais estranho que possa parecer o Sabbath nunca esteve tão sombrio como neste album, existe um ar melancólico, pertubador,  é só ouvir a música Disturbing the Priest que logo se nota o ar sombrio que ronda por esse álbum, e é também notório que o Gillan não se sentiu nada confortável em gravá-lo e fez diversas auto-criticas, e o entrosamento também não era perfeito pois sabe-se que eles mal se encontravam para gravar, algúem gravava de manhã outros à tarde e tinha até gravações de madrugada, mas no final o resultada é perfeito, insuperável, um dos melhores na minha modesta opinião, sem falar na música Trashed, que considero a mais pesada e perfeita música do Sabbath (sei que isso pode dar muita  discussão), enfim Black Sabbath é uma banda sem rejeição no meio metalico, nunca vi nenhum fã de Metal seja qual for o estilo dizer que não gosta dessa lendária banda! É simplesmente perfeita!

3 comentários:

Mauricio Cangani disse...

Concordo que Thrashed é o som mais pesado da banda, mas não o mais perfeito.Está entre as mais perfiras sim, mas as melhores músicas ainda são com a formação com Ozzy.

melimrissi disse...

Opa Maurício tudo bem? Foi uma opinião pessoal, mas concordo que fase mais antiga a essa é mágica também vide Sabotage, Paranoid, o primeiro album, Heaven and Hell, e até posteriormente como o Dehumanizer, além de muitos outros! Na verdade não dá para eleger um só mesmo!

Ale metal pesado disse...

Mas fica a vontade para comentar mais camarada